Novo Auxílio do Governo e seus benefícios

0
42

Novo auxílio Brasil do governo  e seus benefícios, saiba como conseguir.



Em entrevista ao A Voz do Brasil, o ministro civil João Roman falou hoje (10) sobre as mudanças feitas pelo novo governo federal para substituir o Bolsa Família até novembro.

O benefício social, denominado Auxílio Brasil, visa ampliar a base de beneficiários do antigo Bolsa Família

Assim com a destinação de tantos recursos quanto possível para garantir um reajuste de pelo menos 50% do valor atual.



Com isso, o governo está tentando evitar a queda na renda da população vulnerável, que ocorrerá com o encerramento das ambulâncias.

João Roma confirma que haverá transferência automática dos beneficiários do Bolsa Família para o Auxílio Brasil.

Para quem ainda não está no programa social, mas atende aos requisitos, a forma cadastral de pedir ajuda é a mesma por meio do CadÚnico.

Uma das novas inovações do auxílio do governo federal é que ele oferecerá um bônus aos beneficiários

Que receberem um emprego com carteira assinada e receberem benefícios.

O custo final do Auxílio Brasil será apurado após a conclusão das medidas judiciais



Bem como relacionadas ao projeto, que ainda estão em análise pelo Congresso Nacional.

Projeto Alimenta Brasil

João Romão também falou sobre o programa Alimenta Brasil

Que também estará sendo criado como medida provisória (MP) para substituir o Bolsa Família, MP 1.061 / 2021.

Conforme explicou o ministro, o programa vai estimular os pequenos produtores, agricultores familiares

A então venderem produtos agrícolas diretamente ao governo, o que garantirá a renda mínima dessa população.

Aliás o programa para agricultores em situação de extrema pobreza

Além de assistência ao Brasil, vai garantir assistência à inclusão produtiva rural.

O benefício estará sendo recebido por até 36 meses.

“Ela [Alimenta Brasil] garante que os agricultores familiares podem comprar até R$ 500 por mês.

Portanto para os beneficiários do Auxílio Brasil, teremos também o programa Alimenta Brasil para incentivar quem pode produzir alimentos a entrar também neste caminho de libertação.

“Mesmo os que não são agricultores serão incentivados a participar deste programa, que sem dúvida fortalecerá a segurança alimentar do nosso país”, acrescentou.

E sobre as Olimpíadas de Tóquio

O Ministro da Cidadania também falou sobre a tentativa de representar o governo brasileiro nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A este respeito, durante a transmissão dos jogos com João Roma, concedeu uma entrevista ao programa A Voz do Brasil.

“Foi um momento muito emocionante. Um momento muito especial.

Esse resultado, é claro, é reflexo do grande investimento do governo federal no esporte.

Mais de US $ 750 milhões foram investidos pelo governo federal neste recente ciclo olímpico.

“Mais de 85% dos atletas receberam benefícios, como o Bolsa Atleta”, explicou.

Sobre os Jogos Paralímpicos, Romão disse que a expectativa é adequada ou maior em relação à luta principal, que espera resultados positivos da delegação brasileira.

“Sem dúvida, o Brasil ganha destaque no mundo nestes Jogos Paraolímpicos.

A expectativa é ver a bandeira hasteada no púlpito. Desejo boa sorte aos nossos atletas. ”

De acordo com o governo federal, a delegação paralímpica brasileira tem 232 atletas

Dos quais 222 são beneficiados pelo programa Bolsa Atleta

Que financia atletas iniciantes e de alto rendimento em treinamentos na temporada.

Programa Alimenta Brasil 

A medida preliminar cria também o Programa Alimenta Brasil, que substitui o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA).

A nova política, de acordo com o Ministério da Cidadania

Consolida as normas existentes e garante a abertura e visibilidade das compras públicas da agricultura familiar.

Aliás com esse programa, o governo vai comprar produtos produzidos pela agricultura familiar

Portanto o que garantirá uma renda mínima para os produtores.

Enfim para os agricultores em extrema pobreza, o governo federal pagará até 36 meses de inclusão da produtividade rural, um dos benefícios adicionais do Brasil.

Ou seja, os alimentos adquiridos pelo governo federal estarão sendo doados à Rede de Assistência Social

O que permitirá que famílias em situação de vulnerabilidade desfrutem de alimentação de qualidade.

Medidas adotas 

Primeiramente o Auxílio Brasil terá bônus para quem conseguir emprego e sair da área de qualificação do programa.

Os beneficiários que aumentaram a renda ficarão na folha de pagamento por mais dois anos (24 meses), no que se chama de medidas libertadoras.

Enfim de acordo com o Ministério da Cidadania, as famílias que não recebem Ajuda Brasil

Seja de forma voluntária ou após 24 meses, podem retornar ao programa com prioridade, sem precisar ficar na fila.

Enfim nesse caso, você só precisa atender aos requisitos de qualificação.


* Fonte de informação: https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2021-08/novo-auxilio-ampliara-base-beneficiarios




DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui